domingo, 31 de julho de 2016

Oficina de moda de rua japonesa + vestido novo

6 comentários
Alou! Nessa semana (ontem) tivemos uma oficina com foco em moda de rua japonesa, lá no Memorial da Vale (aqui em BH). E yesss primeiro post que não fala sobre as aulas do FIQ ahuahuahu!

Foto por Rafael Araújo
A oficina foi divida em quatro partes:
  • Palestra
  • Discussão sobre moldes e costura de peças lolita
  • Make-over
  • Desfile

Durante a palestra pudemos ver algumas atualizações a respeito da moda de rua no Japão e o avanço das Fast-fashion em bairros como Harajuku. Além de algumas questões de resistência e reapropriação de elementos da moda por outras vertentes.


Depois demos uma olhada em revistas de moldes e algumas Gothic Lolita Bible (só pra chorar as peças maravilhosas que não po$$o comprar) para então passar para uma mesa de acessórios para que o pessoal que não estivesse vestido com algo de moda de rua, pudesse também participar :)

Eu decidi ir com um vestido novo que estive costurando durante a semana. Chama-se Glória, e é todo de tricoline e mousseline, com alças com elástico e um forro de algodão (o próximo que eu fizer será com forro sintético, pra ficar mais leve).


Foto por Lolivlet (Visitem o blog dela! http://diariodelolivlet.blogspot.com.br )

 E, por fim, descemos para a parte inferior do museu e fizemos um desfile rapidinho para fotos :)
 
Rundown:
Peruca: Gkyouko
Vestido: Op Glória - Poti Poti
Meia e Luvas: Bodyline
Outros acessórios: Feito à mão
Sapatos: Moleca

E é isso! Fiquei bem brava na foto ahuhauuh! Depois prometo que vou melhorar o coord e tirar umas fotos bonitas ali na Praça :)
Até maaais!

sexta-feira, 22 de julho de 2016

FIQ Jovem 2016 - aula 6 (Mais layout)

Nenhum comentário
Na aula do dia 16 (julho) tivemos uma continuação da aula de layouts. Ela foi dividida em duas partes, mas não consigo mais me lembrar da primeira para além da menção de alguns modelos de layout americanos e europeus e a imagem de Asterix e Obelix. Mas, você acha tudo o que foi falado aqui nesse link: http://webcomicalliance.com/featured-news/composition-101-laying-out-your-comic-page/
Boa sorte!

Da segunda parte, porém, eu me lembro bem!

Ganhamos 4 páginas desenhadas com uma historinha e tínhamos de reorganizá-la e tirar os problemas de layout que identificássemos (vimos sobre isso na primeira parte, agora me lembro!).


Não foi tãaaao difícil quando pensei que seria, mas também não foi fácil. Refazer as coisas sempre foi algo que me desanimou muito. Quando a palavra mágica "refazer" surge, o Deus da preguiça subitamente invade minha alma e se apossa dela.

Acabei jogando as folhas da refação fora e começando de novo. Parecia menos doloroso que apagar e dar um jeitinho auhuahah. (Apesar de não fazer diferença, você deve estar pensando agora).

Enfim, foi isso.
Para não deixar o post tão vazio, vou colocar alguns desenhos que fiz essa semana enquanto tentava superar a destruição causada pela gripe.

O primeiro foi um desafio. Pedi para o caio três coisas para eu desenhar e eu tinha 3 minutos para fazer cada um.
(As palavras foram: 1. Coelho guerrilheiro 2. Insônia 3. Mundo tomado por Hamsters Biônicos. )

 Um desenho aleatório.
 O Diabo e um cara vermelho.
E é isso!
Até semana que veeeem!

FIQ Jovem 2016 - Aula 5 (layout)

Nenhum comentário
Hallo!

Nessa semana eu peguei uma gripe que me pregou no chão, daí mal consegui fazer o meu trabalho nessa última semana. To cheia de coisa pra atualizar, mas já parei de prometer aqui ahuhauhau!
Eu.
Enfim, a aula do dia 9 de Junho (5a aula) foi uma das melhores até então! Nós conversamos sobre layout e sobre um milhão de coisas a respeito do mercado gráfico brasileiro.

Claro que eu não lembro de tudo (o que você esperava de mim?), mas anotei algumas coisas e vou colocar tudo aqui (até para referência futura).

A primeira, e mais importante delas, é que realmente teremos uma edição (coletânea) publicada no final do ano! Yes!

As medidas dessa publicação serão:
Capa
546 x 270mm > Isso é a medida da capa aberta. São 27cm de altura e 54,6 de largura (inclui a capa e a contracapa). Algo assim:

Couchè Fosco - 300mg > Couchè é aquele papel que a gente geralmente lembra porque brilha e é lisinho, tipo de foto. Para a capa, porém, foi escolhida uma versão fosca mais rígida. Sabe aqueles livros gostosinhos de passar a mão na capa? Então! Essa coisa se chama acabamento, e tem alguma coisa a ver com veludo no nome pra ficar daquele jeito. A publicação terá disso! yay! (existem outros acabamentos, tipo laminado localizado, como o livro de Harry Potter que brilha nas letras)

4x1 cores > Isso é sobre a quantidade de cores na frente x verso. O verso é a parte interna do livro, e deve ter uma cor, enquanto na capa teremos 4 (C-M-Y-K).

C/ orelhas (7cm cada) > Orelha é a dobrinha pra dentro do livro com as informações dos autores. Isso mesmo, teremos isso também \o/

Miolo
80 páginas > Cada aluno terá 4 páginas para seu quadrinho!
200 x 270mm
Pólen Bold, 90mg > Pólen é o papel amarelinho que vem em livros de fantasia. O 90 é a gramatura dele. Para ter uma noção, o papel a4 ofício que a gente usa no dia a dia, tem uma média de 75mg. Quanto maior a gramatura, mais rígido será o papel.

Depois da apresentação de modelos e estilos de quadrinhos diferentes em impressões variadas, conversamos sobre sobre CMYK x RGB no computador e impressão, e o livro "Produção Gráfica para Designers" de André Villas Boas nos foi recomendado.

 

 Daí descobrimos também sobre o layout que usaremos para o nosso quadrinho, e questões como sangria, margem, onde as coisas são impressas etc.

Folha de exemplo com a área de trabalho.
 A aula seguinte será uma introdução à produção de layouts. Já contei que uma vez fiz quatro páginas inteiras coloridas e depois tive de jogar tudo fora e refazer em dois dias né? Tudo por conta de layout. 

Argh!

domingo, 3 de julho de 2016

FIQ Jovem 2016 - Aula 4 - (Brainstorm e produção)

2 comentários
Alou! Nessa semana eu consegui terminar mais um livro da série do Mundo Espiritual e logo eu posto uma resenha (junto com do "Nós, Os Afogados", que foi o livro mais incrível do ano!). Também comecei a ler o "Segredos do Reino" do Lucas Hargreaves, e o pacote da MuFish chegou!

Prometo que tentarei atualizar essas coisas todas durante a semana, maaaaas, por enquanto, aqui vão as coisas do curso de formação de quadrinista do FIQ Jovem!

Ainda tentando encontrar o traço certo

Na semana passada eu mencionei  que estava tentando praticar e encontrar um estilo de desenho que fosse bonito e me agradasse. Daí comecei a desenhar em modos que são totalmente desconfortáveis para mim, mas cheguei nesses dois desenhos que gostei bastante (mas que são confortáveis e iguais ao que faço mesmo uhhuaahu!):

 Infelizmente foram os únicos dentro de uma infinidade de sketches que rabisquei no ônibus:




Só aqui que eu tentei desenhar coisa diferente, sry.

Conteúdo da aula

A aula de hoje foi meio / bem / bastante diferente das últimas. Dessa vez deixamos as premissas de lado para montar uma nova em uma dinâmica (irk!) em sala de aula.

Começamos com uma sugestão de tema: A perda de algo inesperado. E daí fomos sugerindo em cima disso.
A perda logo virou "roubo"
Quem deve roubar?
O que deve ser roubado?
Como essa coisa deve ser roubada?

A partir dessas perguntas chegamos a um universo em que um jovem anarquista havia roubado as instituições burocráticas, tornando ele mesmo na própria burocracia. O que significa que ele ficaria sentado atrás de uma mesa o dia inteiro resolvendo coisas pras pessoas, hehe.

E aí tínhamos o formato: 2 páginas.

Como contar uma história dentro desse universo com essa limitação de páginas? Isso levantou a necessidade do foco em um ponto em especial. Precisávamos de começo, meio e fim. Pegamos a fila que provavelmente se formaria para ser atendida, e fomos espremendo e afunilando até chegar no resumo do que seria nosso material real de trabalho.

A história deve ter dois momento: 1. Um personagem desesperado numa fila pq ta chegando a vez dele e ele não sabe o que pedir. 2. Ele chega no final e recebe outra senha. A fila não acabou.

Daí fomos para os rascunhos:
E isso me lembrou que sou uma negação com layouts.

Fiquei frustrada pq só percebi isso depois que tinha terminado, e estava demasiadamente exausta (noite anterior não deu pra dormir porque um inferno com nome de bar fica de música alta até tarde) para refazer. uhahuauh Aí deixei pra lá.

No final rodeamos as mesas para ver os outros desenhos, e fiquei lá babando com uns desenhos que sabiam fazer tudo o que não sei: perspectiva, narrativa fluida com imagens, layouts e expressões. E me deu vontade de chegar  em casa e desenhar bastante até aprender essas coisas.

Daí peguei meu amigo Paint Tool SAI e fui preparar os layouts de uma das histórias.




Preenchi algumas páginas e cansei, exausta (depois da aula ainda fui num Centro ouvir uma reunião sobre Rigidez em nós e os seus efeitos).

De tarefa para a próxima aula ficamos de levar nossas premissas mais bem definidas, com informações precisas dos personagens, estilos, se vamos dividir com alguém o trabalho (e ganhar 4 páginas extras) etc.

Rascunhos de hoje

Enfim, para terminar, acordei querendo desenhar qualquer coisa e voltei no meu sereio. Acho que é o único personagem masculino que tenho que posso fazer caras engraçadas, então vou abusar disso. Hihihi

Nesse estilo, só sei fazer cabeças. O corpo vai ter de ser olhando pra alguma referência, se não sai de palitinho. Orz

Até mais!