terça-feira, 19 de abril de 2016

4 dias de Itália - Do aeroporto a Treviso (1° Dia)

3 comentários
Continuando a sequência de postagens meio "diário de bordo" (só terei isso para falar esses dias haha), hoje falarei um pouco sobre minha estadia na Itália. Foram 4 dias, partindo da Inglaterra (Londres).

O aeroporto que pegamos ficava a 2h de distância de ônibus, e quase todos os free shops eram bem temáticos de souvenirs ingleses.


Alguns tinham coisas fofinhas, mas tudo bem caro. As bolsas fofas eram 140 reais, e os acessórios variavam entre 8 a 25 reais.

   

Mas o mais estranho era isso daqui:

 
Biscoitos, doces, bolsas e camisetas com a cara da família real. uhauhauha E nada barato! Imagina no Brasil biscoitos com a Dilma, ou roupa de cama com a cara da presidenta estampada? No mínimo, bizarro auhuhaua

O vôo para a Itália

Nunca tive AQUELA vontade de conhecer a Itália como é como foi com a Inglaterra ou China, mas confesso que fui curiosa para fazer coisas de turistas, como entrar no Coliseu e comer pizza autêntica italiana.
Então não vim com expectativas altas (além da expectativa da pizza haha).

Pegamos um avião da Ryanair, uma companhia aérea low cost (assim como minha viagem), que cobrou por volta de R$150.00 para ida e volta da Itália. As diferenças para o avião da TAP são a falta de um banco reclinável, sem lanches, bem apertadinho, aviões em pior estado de conservação, piloto doidão pra pousar e muita propaganda ao longo da viagem. (Até uma trombetinha e palmas quando o avião pousa!)


Como não tem lanchinho, eles trazem uma revista meio Demillus, meio cardápio, com as ofertas do vôo. É tudo bem caro (50 reais sanduíche e Coca-Cola) e não tem apenas comida, mas perfumes, roupas etc.

Chegando em Treviso

Chegamos em Treviso logo pela manhã, e tava beeem quente se comparado à Inglaterra. Devia fazer uns 18°C, mas cheguei com 3 blusas, 2 calças e 1 casaco. Não tem corpo que aguente.
 

Cheguei muerta de fome, e o único lugar aceitável por perto era uma pizzaria de um chinês. O lugar era bem estranho, assim como todas as outras opções de lanche, com máquinas de jogos de azar e gente bebendo e fumando para todos os lados. (Era a tal da pizza de Margherita por 3 Euros, a mais barata que achei, e que não tem nada a ver com as do Brasil...!)


Os meus primeiros choques culturais começaram aí: as pessoas fumam como chaminés sobre duas pernas, é um horror! A segunda surpresa foi em reparar como as pessoas negras e brancas não se misturam nem em grupos nem em cores. Não existiam pessoas morenas na cidade. Tínhamos dois polos muito claros (e os indianos e chineses no meio do caminho), e eles simplesmente não interagiam. Além de estranho, essa situação criava um desconforto horrível ao andar nas ruas. Na esquerda ficava um pessoal e na direita o outro, sem se encarar, sem trocar palavras, simplesmente ignorando a presença de um ou de outro ali no local.

Outra coisa é que as lojas são, em sua grande maioria, atendidas por chineses ou indianos, restando aos italianos apenas as vendinhas tradicionais. Belo Horizonte ta caminhando pra isso, mas sem os indianos.

Infelizmente essa situação não se limitava a Treviso, como contarei mais para a frente.


A cidade era bem bonita e retinha, outra coisa que estranhei bastante no início. Ela não era, nem de longe, tão segura quanto a cidade em que estou hospedada em Londres, dando um feeling meio Belo Horizonte sem o verde em boa parte das ruas e vielas.

O diferencial estava nas construções super características da cidade, que misturavam um moderno e um antiquérrimo no mesmo local.









Não cheguei a comer nada nessa cidade além da pizza dali de cima, e ainda bem que trouxe um monte de sanduíches de Londres, porque tudo era bem caro (misto por 18 reais, ta louco??) pra mim.


 Nós rodamos pela cidade até o sol se por, por volta das 20h, e de lá pegamos um trem sobre as águas para Veneza. O trem ficava numa estação bem confusa de entender. Você tem de comprar um ticket (uns R$12.00) numa máquina, validar em outra e depois abrir a porta você mesmo e entrar no lugar. De tempos em tempos vem um fiscal checar seu ticket para ver se foi realmente validado. Caso contrário, você paga uma multa loucona de uns 500 Euros.


 E é isso por hoje! Amanhã tem cidade nova pra ver e eu to derretendo de sono ainda...Ciao!

3 comentários :

  1. ahuahauhauhauhauh Laurinha meu sonho é andar nas Gondolas em Veneza
    Se você ver conte um pouco sobre como é *-*
    Essa bolsa de suco @3@
    estou adorando seus snaps tbm :3

    http://diariodelolivlet.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu passei lá pelas gôndolas, pode deixar que conto aqui sim! uhauhauhauh
      Essa bolsa é maravilhosa <333

      Excluir
  2. ahuahauhauhauhauh Laurinha meu sonho é andar nas Gondolas em Veneza
    Se você ver conte um pouco sobre como é *-*
    Essa bolsa de suco @3@
    estou adorando seus snaps tbm :3

    http://diariodelolivlet.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir