sábado, 18 de julho de 2015

Sobre trabalhar de Cosplay

2 comentários
(Eu ia usar "com" cosplay no título, mas daí pareceria que eu estou trabalhando com a confecção de Cosplay - o que não é o caso, ahuhuauha)

Nesse mês eu e alguns amigos fomos chamados para trabalhar (usando cosplay) na promoção de uma loja em um shopping. Isso me fez me lembrar das centenas de vezes que vi pessoas na internet reclamando a respeito do Hobby não poder ser algo rentável, e essas coisas de definição de regras aleatórias que volta e meia surgem por aí. Lembrei também que tem muita gente interessada em ganhar dinheiro no final de semana (oi) pra alimentar o hobby e não sabe como fazer.

Meu post provavelmente não é sobre nada disso, mas vou contar de duas vezes (de quatro, se não me engano) em que trabalhei usando cosplay e deu algum lucro. Talvez sirva pra alguém.

Em festa infantil
Acho que essa modalidade é a mais comum, e cada vez mais vemos gente do meio cosplay bandear pra esses lados.

Da última vez eu trabalhei em uma festa infantil com temática de Star Wars, e eu e uma amiga fomos de Leia e Han Solo.

A média da idade das crianças era algo em torno de 7 a 9 anos, então acho que já dá para ter uma noção da agitação que foi esse dia.

Nosso dever era manter as crianças entretidas durante toda a tarde (foi de 15 às 21 mais ou menos) e cuidar para que não se machucassem durante todo o processo. Pra isso pensamos em algumas atividades como construção de máscaras e sabres de luz de esponja de piscina (que daí não machucaria ninguém... imagina 15 crianças correndo com sabres por aí...?). A festa foi na cobertura de um apartamento, então tínhamos condições de manter os olhos bem abertos em todo mundo o tempo todo...!

Você deve estar pensando: Nossa, ficar brincando com crianças o dia todo, dinheiro fácil!
Na na na, no no no! Pode ir parando por aí, que de fácil não tem NADA!

Saímos no final do dia completamente exaaaaustas, desejando nossas camas e um segundo de repouso. huahuaahu Manter crianças entretidas não é algo exatamente fácil, mas demos sorte que elas gostaram da gente  (haha!) e ficavam o tempo todo pedindo pra fazermos penteados da Leia (que desfaziam dos cabelos lisos xD) e maquiagem dos personagens de Star Wars (que escorriam porque elas ficavam correndo por aí!). Mas não é raro ver princesas que fazem verdadeiras performances dubladas em festas infantis por aí e as conquistam instantaneamente.

Hoje em dia é mais comum as pessoas se filiarem a empresas de festa infantil, que dão estrutura e algumas várias garantias que trabalhar como autônomo não dão. Daí vale a pena procurar saber mais a respeito antes de se aventurar nesse mundo :P

Ah sim, e se tem de gostar de crianças pra trabalhar assim?
Eu diria que sim.
Muita gente vai discordar de mim, mas acho que fazer esse tipo de serviço sem gostar de interagir ou brincar vai tornar a experiência literalmente insuportável para você. Principalmente porque muitas das crianças realmente acreditam que você É o personagem, daí saber entrar na jogada e ter destreza pra realmente SER o que ela espera pode exigir um tanto mais do que você imagina.

Em Shoppings
Já trabalhei entregando coisas em shopping e fazendo promoção de lojas algumas várias vezes, mas de cosplay foi a primeira vez que tentei algo do tipo.



A diferença? O cansaço.
De cosplay é muuito mais cansativo. Imagino que por conta da peruca (?) ou talvez (no meu caso) os sapatos (?), ou quem sabe é a expressão que você precisa manter para as fotos (?). Não sei ao certo, só sei que entregar panfletos vestida com blusa larga e legging preta (padrão, ahuhuahau) cansou muito menos, mesmo eu trabalhando muito mais horas.

Para trabalhar em shopping são duas opções: indicação de alguém ou filiação a empresa de "personagens vivos" / cerimoniais (devem existir outras maneiras, mas confesso que não as conheço). Daí o tipo de trabalho vai variar de acordo com o objetivo da promotora: entregar panfleto, distribuir brindes, jogar com as pessoas algo, conversar e explicar os serviços, fotografar, dar instruções etc e tal. É uma infinidade sem tamanho de variações dentro de shoppings!

No final de semana eu "só" precisei andar pelo shopping, interagir com algumas crianças e depois tirar fotos. Se cansou? Cheguei em casa, tomei um banho e apaguei por mais de 10 horas...


Por fim...
Mas acho que ficam algumas dicas pra quem ainda pensa em fazer uns bicos assim:

1. Nas primeiras vezes é comum arranjarmos esse tipo de trabalho por indicação de algum amigo ou conhecido, e daí a coisa é bastante informal. Mesmo assim, é importante discutir antes todos os termos do trabalho: Horário de entrada e saída, o que será feito, horários de pausa e alimentação, o que pode e não pode, quais as condições oferecidas, etc e tal. Caso o trabalho venha a ser prestado para uma empresa, peça um contrato que especifique todas as atividades, deveres, direitos e compromissos acordados.

2. Leve provisões. Sério, água, comida, analgésicos e qualquer outra coisa que você acredite que possa vir a precisar. A garantia de que você terá acesso a esses items é muito melhor do que depender da disponibilidade no local de trabalho.

3. Procure saber o máximo possível sobre a pessoa interessada. Caso você não a conheça, pergunte para contatos e amigos a respeito do tipo de serviço que essa pessoa geralmente desenvolve. É melhor para sua segurança :)

______

E acho que é isso!
Alguma dúvida? É só perguntar :D

2 comentários :

  1. Eu trabalho com personagem vivo em festas infantis e eventos e amoooo ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah é divertido sim! Ainda mais com Anna e Elsa xD

      Excluir