sexta-feira, 27 de março de 2015

Filme: 50 Tons de Cinza

Nenhum comentário


50 TONS DE CINZA
(Fifty Shades of Grey)

Ano: 2015
Duração: 145 minutos
Gênero: Romance, Drama, Erótico
Pontuação:  *( 4/5 )

"Anastasia Steele (Dakota Johnson) é uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem. Uma dia ela deve entrevistar para o jornal da faculdade o poderoso magnata Christian Grey (Jamie Dornan). Nasce uma complexa relação entre ambos: com a descoberta amorosa e sexual, Anastasia conhece os prazeres do sadomasoquismo, tornando-se o objeto de submissão do sádico Grey. "


Ficou bem claro, desde a primeira cena, que o filme havia sido feito para pessoas que leram o livro. A desconexão de cenas e algumas várias e várias dezenas de minúcias nos gestos dos próprios atores demandava que a pessoa já tivesse conhecimento da situação porvir ou, pelo menos, da personalidade de ambos os personagens principais.

Preciso comentar que o que mais gostei no filme foram, justamente, essas várias minúcias. Estou certa de que existem muito mais, mas vou enumerar 7 aqui:

1. O início ser exatamente a mesma cena que encerra o filme:

2. Quando Anastasia morde o lápis o ator do Christian aperta os dedos levemente na mesa atrás dele:

3. Quando Anastasia coloca o lápis na boca, em  uma outra cena, e ele tem a marca de GREY na lateral:

4. Quando Anastasia quase é atropelada por uma bicicleta mas a Christian a salva. Os dois atores reencenaram a cena equivalente de Crepúsculo com uma semelhança assustadora! (Para quem não sabe, o livro foi originário de uma Fanfic de Crepúsculo):

5. Quando Ana está triste em seu quarto e, ao invés de chorar, são as gotas na janela que rolam como sombras em seu rosto:


6. O filme começar com nuvens cinzas (no mesmo tom da capa do livro):

7. Toda a introdução do filme, nas cenas de Christian, usa paleta cinza:

Agora, voltando ao filme mesmo. Existem, originalmente, duas versões disponíveis: A que foi para os cinemas, para 16 anos, e a que vem no Blu-ray, para 18 anos. A diferença está na presença das cenas de sexo que foram porcamente cortadas na primeira versão, deixando alguns vácuos de diálogo e cenas sem pé nem cabeça. Eu assisti à versão para 16 anos, mas confesso que ainda classificaria o filme para 18 anos sem pensar duas vezes.

Sobre as personagens, preciso dizer que não há Anastasia melhor do que Dakota Johnson. A atriz é espontânea, doce e capaz de (me) convencer em todas as cenas de que fez parte. A diferença na postura, na voz e na maneira de olhar da atriz vão mudando juntamente com o desenvolver da personagem. Interpretando uma Ana inocente ou uma Ana subversiva, Dakota faz parecer em  todo o filme que o submisso, na verdade, é o tal do Sr. Grey (quem leu o livro certamente teve essa mesma impressão ao longo de toda a história). Claro que talvez isso se deva não só à habilidade de interpretação da atriz, mas à passividade de Jamie Dorman, que traz um Grey totalmente apático e sem graça. Talvez porque eu esperasse algo mais Tom Hiddleston, ou Tom Cruise na época de Entrevista com um Vampiro, ou talvez por ele ser meio paradão mesmo :(

De todo modo, o filme bem que poderia ser uma Visual Novel - Otoge 18+ sem problema algum. O roteiro, as falas, a disposição das cenas são muito próximas das de um jogo nesse estilo (e ainda acredito que a autora do livro tenha jogado isso sim), e pareceu claro para mim que se tratava de um filme para alimentar o fandom ao redor da série (e do tema com seus produtos subsequentes).

Achei as filmagens maravilhosas, e os cenários escolhidos muito muito condizentes com todo o clima que circula a relação dos dois protagonistas. Vou deixar aqui algumas que realmente me chamaram a atenção:




E, enfim, é isso. O filme é uma transcrição superficial do livro (naturalmente, já que são mídias diferentes e é impossível serem iguais lol) com uma trama bastante corrida. Mas, de maneira geral, achei bem legal. Senti falta da presença dos outros personagens da história, como o José e o cara do Clayton's, que são muito importantes. Provavelmente, na busca de cortar coisas para caber nas 2h e 30 do filme, a Diretora quis deixar todo o enfoque para os protagonistas. Para quem leu o livro, quem joga Otoges no tema ou quem gosta de drama e romance sem comédia, eu recomendo o filme :)

Nenhum comentário :

Postar um comentário